São Paulo, 21 de outubro de 2020
Home / Notícias / Coronavírus: banho a seco ajuda no bem-estar do paciente no leito

Notícias

Coronavírus: banho a seco ajuda no bem-estar do paciente no leito

14/10/2020

Banho no leito

Com a chegada do coronavírus, muitas pessoas precisaram ser internadas nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) por conta de agravamentos respiratórios gerados pelo vírus. Mas o que pouco se sabe é que, pelo fato de se encontrarem em estado grave, conectados a diversos aparelhos e muitas vezes de bruços (posição prona) para melhora dos parâmetros respiratórios, esses pacientes deixaram de receber cuidados básicos como o banho no leito, devido ao modo como este procedimento é realizado hoje em dia.

 

O banho no leito, por sua vez, é considerado uma prática terapêutica, que apresenta benefícios clínicos aos pacientes, tais como higiene  e preservação da integridade corporal, estímulo à circulação, indução de conforto, relaxamento e prevenção de doenças.


O problema é que o banho no leito convencional, ou seja, do modo que é feito hoje utilizando bacias, jarros e água, pode gerar desconforto e ameaça à segurança do paciente, além de aumentar as chances de contaminação cruzada.

 

De acordo com uma pesquisa realizada pela Revista Latino-Americana de Enfermagem, o banho no leito a seco apresenta benefícios como menor tempo de duração e exposição do paciente ao ambiente hospitalar quando comparado ao banho no leito convencional. No banho tradicional o paciente está sujeito a efeitos negativos como alterações hemodinâmicas e respiratórias, pois neste procedimento a utilização de água com jarros e bacias demanda um maior tempo e exposição do paciente para a realização da higiene. 


Segundo Andrea Mendes, fundadora de uma fabricante nacional de equipamentos do ramo de saúde fundada em 2017, existem muitas vantagens em apostar em um kit banho a seco para os pacientes no leito. “É uma prática que já vem sendo utilizada em outros lugares, principalmente nos Estados Unidos e na Europa, que beneficia as pessoas que estão enfrentando esse momento difícil, proporcionando uma sensação de bem-estar. Aqui no Brasil estamos atrasados nesse quesito”, comenta a fundadora da empresa que está trazendo agora em outubro a linha de banho a seco HigiCare para pacientes no leito.


Abaixo, ela lista as principais vantagens desse processo:


Menor risco de contaminação cruzada e infecções: no banho convencional são utilizados jarros, bacias, sabonete e água. Isso pode gerar contaminação cruzada, uma vez que esses utensílios são higienizados com álcool 70% e reutilizados. Já existem estudos que mostram que essa prática de higienização nem sempre é eficiente e alguns utensílios podem apresentar microrganismos, aumentando o risco de contaminação e infecção em pacientes críticos e com baixa imunidade.

 

Além disso, a água depois de um tempo esfria, gerando desconforto ao paciente, atrapalhando o processo. Há ainda o risco de contaminação da água pela exposição a agentes externos. 


“O banho a seco é composto apenas de um kit descartável e individual, diminuindo o custo de higienização e esterilização de bacias e jarros. Também reduz o uso de toalhas e lençóis e seus custos com lavanderias”, complementa Débora Guerra, enfermeira especialista de produtos da empresa. 

 

Proporcionar um momento de bem-estar para o paciente: os pacientes com covid-19 em estado crítico ficam internados com ventilação mecânica e muitas vezes não é possível realizar o banho tradicional por causa de demandas mais urgentes. Mesmo quando este é realizado, há o risco de a secagem não ser completa devido às condições do paciente e equipamentos usados no leito. Dobras e regiões do corpo podem ficar úmidas e sujeitas a proliferação de microrganismos, aumentando o risco de infecções e fungos nestes pacientes.


“Estamos em uma pandemia, com muitos pacientes internados e há uma questão de tempo e praticidade. Em muitos casos são poucos profissionais para cuidarem de vários leitos.  Com o banho a seco, é possível realizar uma higiene mais eficiente e rápida, garantindo conforto e segurança aos pacientes críticos. O banho a seco é seguro, prático, rápido e confortável”, salienta Débora.


Redução de custos: como citado acima, além de trazer benefícios para quem está enfrentando o vírus, também ajuda os hospitais que, consequentemente, gastarão menos com água, lavanderia e também com o processo de higienização e esterilização dos utensílios, já que os materiais dos kits são 100% descartáveis. “O banho a seco gera agilidade no preparo, controle de estoque e operação logística mais eficiente”, finaliza Débora. 



Fonte: divulgação | Portal da Enfermagem

Comentários

O portal da Enfermagem não faz a moderação dos comentários sobre suas matérias, esse Espaço tem a finalidade de permitir a liberdade de expressão dos seus leitores, portanto, os comentários não refletem a opinião dos gestores. Apesar disso, reservamo-nos o direito de excluir palavras de baixo calão, eventualmente postadas.

Nenhum comentário enviado, seja o primeiro. Participe!