São Paulo, 17 de agosto de 2017
Home / Notícias / CONDEPE 2018 traz aprimoramento em simulação realística

Notícias

CONDEPE 2018 traz aprimoramento em simulação realística

10/8/2017

Em 3 e 4 de abril de 2018, o Transamerica Expo Center, em São Paulo, será palco do Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem – CONDEPE 2018. A partir de uma proposta teórico-prática, dará aos profissionais a oportunidade de se atualizar com os estudos e avanços mais recentes da área.

 

Um dos exemplos das novidades a serem tratadas pelo CONDEPE 2018 é a Simulação Realística, o mais moderno método de treinamento, apoiado por tecnologia, para garantir a segurança no processo de assistência ao paciente. A metodologia é essencial à boa prática, conta a Dra. Ariadne da Silva Fonseca, doutora em Enfermagem pela UNIFESP, Gerente do Instituto de Aperfeiçoamento Profissional e Simulação São Camilo e representante da ABEn Nacional.

 

“A simulação realística é uma metodologia de ensino utilizada com os profissionais para que possamos rever processos ou técnicas em um ambiente bem semelhante ao real, daquilo que encontramos no dia a dia no cuidado com o paciente. Essa metodologia é usada por meio de manequins, que simulam situações muito próximas do real, como, por exemplo, chorar, falar, piscar os olhos e convulsionar. Hoje se recorre à simulação realística, não só para o profissional individualmente, mas para toda a equipe; assim que, na hora em que for prestado o atendimento de verdade, estaremos treinados e capacitados adequadamente”, explica a especialista.

 

Em curso prático no CONDEPE 2018, ocorrerá a abordagem de situações de emergência e comportamentos que irão envolver a participação da plateia. Após a simulação, haverá o The Briefing, para que seja estudado o acontecimento, analisando os pontos positivos e o que pode ser melhorado.

 

“A ideia é fazer estes treinamentos sempre com os profissionais, para desenvolver habilidades que eles ainda não têm ou que possam aprimorar àquelas que desenvolvem em seu dia a dia.”, acrescenta.

 

A especialista destaca que a simulação de situações que exigem capacitação adequada, resiliência e controle são essenciais à assistência de qualidade: “O mais importante disso tudo é que o mundo tem trazido, a cada dia, a humanização da tecnologia, com novas formas de assistir o outro. É essencial ao profissional aprender a buscar essas novas formas de cuidar o outro, porque enfermagem cuida de gente. A simulação vem como recurso para aprimorar a segurança e a atualidade da assistência, porque só há um momento em que posso errar: é no treinamento. Então, a simulação, hoje, é fundamental para a qualificação da assistência, do cuidado ao paciente”, finaliza Ariadne da Silva Fonseca.


Para saber mais, acesse: www.condepe2018.com.br


Acompanhe também pelo Facebook: www.facebook.com/condepecongresso

 

 

 



Fonte: divulgação | Portal da Enfermagem

Comentários

O portal da Enfermagem não faz a moderação dos comentários sobre suas matérias, esse Espaço tem a finalidade de permitir a liberdade de expressão dos seus leitores, portanto, os comentários não refletem a opinião dos gestores. Apesar disso, reservamo-nos o direito de excluir palavras de baixo calão, eventualmente postadas.

Nenhum comentário enviado, seja o primeiro. Participe!