São Paulo, 24 de November de 2017
Home / Colunistas / Áreas de Atuação do Enfermeiro Estomaterapeuta – Parte 1

Estomaterapia | Sílvia Angélica Jorge

Diretora do Departamento de Enfermagem do Hospital de Clínicas/UNICAMP e Conselheira Científica da Sobest – Associação Brasileira de Estomaterapia: estomias, feridas e incontinências. Enfermeira Estomaterapeuta TiSOBEST, Graduada e Licenciada em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas - Faculdade de Ciências Médicas, é Mestre em Enfermagem Fundamental, pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto – SP, com Especialização em Estomaterapia na Faculdade de Ciências Médicas/ UNICAMP, Especialização em Nefrologia pela Universidade Federal de São Paulo, Especialização em Administração Hospitalar pela Faculdade São Camilo e Especialização em Desenvolvimento Gerencial pela Universidade Estadual de Campinas. - Email: secretaria@sobest.com.br

+ postagens

Áreas de Atuação do Enfermeiro Estomaterapeuta – Parte 1

A Estomaterapia é uma especialidade da prática da Enfermagem, voltada para a prevenção de danos à integridade da pele, tratamentos específicos de pessoas com feridas agudas e crônicas, assistência à pacientes com fístulas, cateteres, drenos e também atua na reabilitação de pessoas que possuem estomias e incontinência urinária e anal.

O enfermeiro Estomaterapeuta deverá realizar especialização em Enfermagem em Estomaterapia em cursos com abrangência em todas as áreas da especialidade, reconhecidos pelos órgãos nacionais de educação, pela Associação Brasileira de Estomaterapia (SOBEST) e credenciados pelo Would Council of Enterostomal Therapists (WCET).

Ao término do curso de especialização, abre-se um leque de possibilidades para atuação. Porém, independente de qual seja a área de escolha, alguns pré-requisitos são fundamentais para que se firme como um profissional de respeito. O Enfermeiro Estomaterapeuta deve prestar assistência com ética, liderança, compromisso, responsabilidade de conhecer e aplicar a técnica adequada aos procedimentos, visando a promoção da qualidade de vida ao indivíduo

O Enfermeiro Estomaterapeuta atua em instituições hospitalares, como membro nas Comissões e Núcleos de Estomaterapia, em serviços ambulatoriais, clínicas de enfermagem, clínicas médicas, consultórios especializados em Estomaterapia, assistência domiciliar, ensino e pesquisa, administração, consultoria e vendas. Há também a possibilidade de atuar como assessor e consultor técnico em empresas que comercializam produtos utilizados para a prevenção e tratamento de feridas, estomias e incontinências.

Na área de Prevenção e Tratamento de pessoas com Feridas compete ao Enfermeiro Estomaterapeuta, dentre outras atribuições, descrever os Protocolos Operacionais e dos Produtos Padronizados na instituição; implantar indicadores da assistência para Lesões por Pressão, utilizando os seus resultados para melhorar a prática da enfermagem e promover a segurança e a qualidade para a assistência em saúde; realizar a educação dos clientes e da equipe interdisciplinar, orientar, informar, capacitar, investigar e produzir informações relevantes que modifiquem a sua prática, que sempre deve estar baseada em evidências.

O campo de atuação de o Enfermeiro Estomaterapeuta é amplo, porém é imprescindível manter-se atualizado para garantir o seu empoderamento, conquistando sua autonomia para argumentar, orientar, bem como para indicar, prescrever o produto mais adequado para o tratamento do seu paciente/cliente.

Comentários

O portal da Enfermagem não faz a moderação dos comentários sobre suas matérias, esse Espaço tem a finalidade de permitir a liberdade de expressão dos seus leitores, portanto, os comentários não refletem a opinião dos gestores. Apesar disso, reservamo-nos o direito de excluir palavras de baixo calão, eventualmente postadas.

Nenhum comentário enviado, seja o primeiro. Participe!